Posts com Tag ‘carboidrato’

tabela nutricional bolacha

São Paulo – Valor energético, quantidade de carboidratos ou gorduras saturadas por porção: tudo isso é “grego” para metade dos brasileiros que sabem ler.

Segundo pesquisa do Instituto Abramundo, 48% dos brasileiros afirmam ter dificuldade para compreender uma simples tabela nutricional impressa nas embalagens de alimentos. Um fato alarmante para a educação no Brasil.

Na prática, 64% dos alfabetizados sofrem para compreender informações científicas simples. Segundo o levantamento, de cada 100 brasileiros, apenas 5 têm condições para decifrar e solucionar problemas científicos mais complexos. Veja a reportagem “Entender ciências é exceção no Brasil“.

O Instituto analisou desempenho de cerca de 2 mil pessoas com idade entre 15 e 40 anos, que tinham até a quarta série, diante de situações cotidianas que envolviam o domínio de conceitos de Ciências. A performance foi medida de acordo com o Índice de Letramento Científico, desenvolvido pela Abramundo em parceria com o Ibope Inteligência.

Além de colocar os entrevistados para resolver problemas, a pesquisa também os questionou sobre o grau de dificuldade que eles tinham para compreender bulas de remédios, tabelas nutricionais ou calcular quanto de combustível era necessário para percorrer um percurso. O resultado foi desalentador. Veja nas fotos.

Fonte: http://exame.abril.com.br/brasil/album-de-fotos/10-dados-simples-que-muita-gente-no-brasil-nao-entende

Curso grátis online da Universidade de São Paulo

Ementa
O Curso de Suplementação Nutricional Aplicada ao Exercício discutirá Suplementação Esportiva, Bioenergética e Integração metabólica no Exercício, Suplementação de Carboidratos, Hidratação no Exercício Físico, Suplementação de Vitaminas e Minerais no Exercício, Suplementação de Proteínas e Aminoácidos, Suplementação de Tamponantes e Cafeína e Suplementação de Creatina.

Objetivo
Transmitir conhecimentos científicos acerca do uso de suplementos nutricionais para praticantes de atividade física.

http://www.eaulas.usp.br/portal/video.action?idItem=3758

Um dos motivos de sua dieta estar errada, é o fato de você pensar em ingerir apenas proteína. Saiba o porque neste artigo.

É comum ver pessoas reclamando sobre o pouco peso que consegue ganhar, mesmo fazendo dieta. Principalmente pessoas com o biotipo de ectomorfos.

E é aí que é sugerido que se adicione mais proteína na dieta. Claro que em alguns casos, onde se está ingerindo 0,5g/kg ou 1g/kg de proteína, a mesma quantidade está adequada. Mas a grande realidade é que na maioria dos casos, a quantidade protéica já está ajustada, em torno de 2g/kg ou até mesmo 3g/kg (exagero). Logo, aumentando mais ainda a ingestão protéica, estaríamos causando uma grande e desnecessária sobrecarga que pode sim ser prejudicial ao corpo como um todo, seja pelo excesso de amônia ou até mesmo pelo estoque de gordura.

Verdade seja dita que para quem possui quantidades suficientes de proteína e não consegue ganhar peso, o erro então está nos alimentos energéticos, sejam carboidratos ou até mesmo lipídeos (gorduras). Mas, lipídeos quase nunca são o problema. O problema maior são os carboidratos ingeridos em quantidades inadequadas. Talvez a grande desculpa por essa baixa ingestão, sejam os mitos que o cercam ou até mesmo o descuido na hora de planejar a dieta. Carboidratos possuem efeitos positivos no fornecimento fácil de energia a todas as partes do corpo, na retenção de nitrogênio no músculo, na aceleração do metabolismo, no estoque positivo de glicogênio intramuscular, na resposta endócrina pós-treino e em outros mil fatores que poderíamos citar por horas e horas.

Para quem deseja hipertrofia, consumir 6 a 8g/kg de carboidratos é o ideal. (E muito ectomorfos reclamam ingerindo 4 a 5g/kg e acham muito.) Mas esta quantidade tranquilamente pode subir para 10g/kg ou até mesmo 12g/kg se necessário.

Lembre-se que carboidratos são como pedreiros e proteína como tijolos. Sem a quantidade adequada pedreiros, você pode ter diversos tijolos, mas o muro, ou o músculo, NUNCA será feito ou talvez demore muito mais tempo para ser feito!

Artigo escrito por Marcelo Sendon

Fonte: http://dicasdemusculacao.com/falta-carboidrato-e-nao-proteina/

Uma recomendação é você pesquisar sobre carboidratos simples e complexos e índice glicêmico de carboidrato (para cada tipo de refeição é recomendado um tipo.)

A alimentação é 50% dos seu sucesso na musculação. As sete principais classes de nutrientes são:

Proteínas
De forma resumida, atua na composição dos músculos, anticorpos e todas as enzimas. O ideal é consumir 2 gramas de proteína por dia para cada kg do corpo (para uma pessoa de 60kg = 120 gramas/dia). Comer de 20 a 30 gramas de proteína em cada refeição é uma boa distribuição. Consuma alimentos como leite, ovo, frango, queijo cottage, queijo ricota, carne e atum. Prefira sempre alimentos orgânicos evitando leite de caixinha e ovos brancos de galinhas criadas em granja.

Carboidratos
A principal fonte de energia do corpo. Existem carboidratos simples e carboidratos complexos. Entre os simples temos todos os açúcares, incluindo maltose, dextrose, lactose e sucrose. No grupo dos complexos temos como exemplo pães, arroz, massas, vegetais e batatas. A ingestão de carboidratos deve ser duas vezes maior do que a de proteínas. Consuma 4 gramas de carboidratos por kg do corpo (para uma pessoa de 60kg = 240 gramas/dia). Consuma alimentos como  carboidratos fibrosos como aveia, batata doce, arroz integral, derivados do trigo, entre outros pois promovem mais energia.

Gorduras
Resumidamente faz várias funções do corpo, desde aquecimento, produzir testosterona, fornecer energia e até fazer a manutenção da pele. O ideal é consumir gorduras boas. A gordura monoinsaturada é que produz testosterona, presente em grande quantidade no corpo do homem, é o principal hormônio responsável pelo aumento de massa magra, aumento de libido, energia, formação óssea e função imunitária e (resistência a doenças). Consuma alimentos como amêndoas, azeite de Oliva Extra Virgem, amendoim, abacate, peixe, linhaça e castanhas.

Fibras
Ajudam na eliminação dos resíduos corporais e reduz o risco de contração de certas doenças. É a parte indigesta dos carboidratos. Consuma alimentos como vegetais folhosos, cereais (como aveia), trigo integral, vegetais de raiz e polpa de frutas.

Minerais
Essenciais para vários processos, desde a formação dos ossos até as funções cardíacas. Consuma alimentos como água fluoridificada, brócolis, grãos, vegetais folhosos verdes, carnes de órgãos (fígado, por exemplo).

Vitaminas
Ajudam a regular várias funções do corpo, incluindo as digestivas e as do sistema nervoso. Consuma alimentos como vegetais verdes, frutas cítricas (como laranja e limão), melões, tomate, ervas, banana e vegetais de raiz.

Água
A base para todos os fluídos corporais, processos celulares e funções dos órgãos. Beba pelo menos 2,5 litros de água, todos os dias. Seus músculos precisam estar hidratados.

Todos os alimentos contendo os nutrientes acima são válidos para a manutenção do corpo em um estado de saúde natural. Para manter uma boa saúde você precisa ingerir todos esses sete tipos de nutrientes diariamente. Se um ou mais forem negligenciados o corpo sofrerá as conseqüências. Claro que é necessário levar em consideração a proporção correta de cada nutriente a ser ingerido. Também é importante mastigar bem antes de engolir.

Coma nos horários certos
Os ectomorfos devem comer de 3 em 3 horas, totalizando 6 refeições diárias.

Coma Muito
O principal objetivo de um ectomorfo é ganhar peso, então o princípio básico é comer bastante. Coma como um leão, não pule refeições de forma alguma. Isso é fundamental.

Referência: http://definicaototal.com.br/treinos/manual-do-ectomorfo-%E2%80%93-nutricao-e-treinos/